Curso

 

A ARTE DA LIDERANÇA:

UMA VISÃO ORQUESTRAL DA EMPRESA

 

 

Maestros consagrados e de renome internacional, Roberto Tibiriçá e Ricardo Calderoni apresentarão as técnicas e estratégias utilizadas para liderar orquestras e empresas, tendo em vista que ambas são organismos complexos e dinâmicos que requerem harmonia, ritmo e sincronismo em sua condução.

 

Com a interação entre os participantes, vivências de situações práticas e discussão de experiências, serão apresentados processos e soluções nas áreas de gestão empresarial, estilos de liderança, persuasão, motivação, criatividade, códigos de liderança e liderança em códigos e inovação.

 

Objetivos

 

Geral

 

Apresentar a relação da gestão de uma orquestra com a gestão de uma empresa destacando a complexidade de suas estruturas e as habilidades e competências necessárias para os gestores atingirem resultados surpreendentes.

 

Específicos

 

- Apresentar modelos de liderança na regência de uma orquestra relacionando com uma empresa

- Mostrar casos de sucesso de inovação organizacional

- Discutir os novos desafios da gestão e as habilidades que os gestores precisam desenvolver

- Motivar os gestores a pensarem na multicultura dentro da organização.

- Discutir modelos de construção de equipes de alto desempenho.

 

Público Alvo

 

Líderes, Gestores, Empreendedores e demais interessados em novas ferramentas da gestão organizacional

 

Conhecimentos necessários para participação no curso: Nenhum

 

Calendário

 

Período de inscrições: enquanto houver vagas.

 

Período do curso: a definir

 

Carga Horária: 6h

 

Conteúdo Programático

 

1. Gestão empresarial e gestão de orquestra;

2. Estilos de liderança em regência orquestral e gestão empresarial;

3. Persuasão e motivação;

4. Liderança e criatividade;

5. Códigos de liderança e liderança em códigos;

6. Experiências de sucesso em mobilização e inovação institucional: O caso do El Sistema;

7. Música na empresa: harmonia e produtividade;

8. Discussão de Cases dos participantes à luz dos conceitos estudados.

 

Corpo Docente

 

Maestro Roberto Tibiriçá

 

Atuou como regente na Missa Campal celebrada por Sua Santidade, o Papa João Paulo II, no Aterro do Flamengo, para cerca de 2 milhões de pessoas, em 1997, no contexto do Projeto Aquarius.

 

Regeu a 2a.Sinfonia de Gustav Mahler, na Enseada de Botafogo em 1996, para um público estimado em 150 mil pessoas, em 1996, também no Projeto Aquarius.

 

Venceu por duas vezes o Concurso para Jovens Regentes da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, passando assim a ser seu principal Regente Convidado por quase 18 anos, até sua vinda para o Rio de Janeiro, em 1994, como Diretor Artístico da Orquestra Sinfônica Brasileira.

 

Recebeu do Governo do Estado do Rio de Janeiro o “Prêmio Estácio de Sá” pelo seu trabalho com a Orquestra Sinfônica Brasileira.Em 2003 foi eleito para ocupar a Cadeira de No.05 da ACADEMIA BRASILEIRA DE MÚSICA.

 

Eleito pela crítica do Rio de Janeiro como o Músico do Ano de 1995. Recebeu o título de CIDADÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, por seus serviços prestados à Cultura do Estado desde sua vinda, em 1994.

 

Em Lisboa, entre 1984-1985, foi Regente Assistente do Teatro Nacional de São Carlos.Regeu o Concerto de Abertura do FESTIVAL MARTHA ARGERICH, em Buenos Aires, no Teatro Colón, a convite de Martha Argerich. Também atuou frente à Orquestra Filarmônica de Buenos Aires com Nelson Freire executando composições de Villa-Lobos, no Teatro Colón completamente lotado.

 

Entrou em 2000 na Orquestra Petrobrás Pró Música.Gravou, em 2003, um CD com O Concerto para piano em Formas Brasileiras de TAVARES, com o pianista Arnaldo Coehn e o Choros No.6 de VILLA-LOBOS sendo considerado um dos melhores CDs do ano. Foi Diretor Artístico e Regente Titular da orquestra OPPM de 2000 a 2003. levando a OPPM a receber o Prêmio Carlos Gomes, como o Melhor Conjunto Orquestral em 2001 em 2002.

 

Trabalhou ainda com artistas como Arnaldo Cohen, Barry Douglas, Lílian Zilbersntein, Joshua Bell, Gautier Capuçon, Gabriela Montero, Antonio Meneses e com artistas consagrados da MPB como Wagner Tiso, Rita Lee, Gilberto Gil, Simone, Daniela Mercury, Zizi Possi, Frejat, Francis Hime, Sivuca, Ivan Lins, entre outros.Em 2005 foi nomeado Diretor Artístico do INSTITUTO BACCARELLI , cujo Patrono é o Maestro Zubin Mehta.Foi discípulo do Maestro Eleazar de Carvalho.Recebeu orientações de Guiomar Novaes, Magda Tagliaferro, Dinorah de Carvalho, Nelson Freire, Gilberto Tinetti e Peter Feuchwanger.

 

Maestro Ricardo Calderoni

 

Premiado internacionalmente, o maestro, compositor e violonista, Ricardo Calderoni, possui mestrado realizado em Nova Iorque - Master in Music Theory and Composition - New York University.

 

Concluiu três cursos de Bacharelado, Regência , Violão, e Composição Erudita. Ricardo Calderoni também é Bacharel em administração de empresas, pela Universidade Mackenzie, São Paulo.

 

Calderoni tem se apresentado na America Latina, Europa e Estados Unidos, em teatros como Carnegie Hall em Nova Iorque; Kennedy Center for the Performing Arts, em Washington DC; Auditório Ibirapuera em São Paulo, entre outros.

 

Regeu as orquestras "Astoria Symphony Orchestra" em Nova Iorque; "Wasa Sinfonietta", na Finlândia e, no Brasil, a orquestra "Kalinka"; a orquestra "Lestro Armonico"; e a "Orquestra Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo". Também regeu em Nova Iorque o coral da Wind and Fire Ensemble no espetáculo “Life is a Dream”.

 

Foi o primeiro compositor da história da música a compor um Concerto Duplo para Violão, Clarineta e Orquestra, estreado em 2012 com os solistas Fábio Zanon (violão) e Luís Afonso Montanha (clarinete). O coral Oratorio Society of New York, vencedor de Grammy, apresentou a estreia mundial de sua obra para Coral, Quatro Solistas e Orquestra em 2012.

 

É diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Humanitas.

 

Idealizou  e realizou, em 2013, no Centro da Cultura Judaica, duas séries de concertos: Música Sem Fronteiras, com grandes solistas e orquestra; e Jazz ao Pôr do Sol: Homenagem aos Grandes Nomes da Música Popular Universal.

 

É sócio e diretor da Brasil Produções, onde desenvolve projetos internacionais e de divulgação da cultura musical brasileira.

 

Ministra cursos de pós graduação e atua como coach de líderes responsáveis pela administração em diversos segmentos empresariais.

 

Leciona Harmonia, Contraponto, História da Música, Teoria Musical, Canto Coral, Violão, Composição e Regência.

 

Estudou regência com Roberto Tibiriçá, Luthero Rodrigues e Sergio Chnee. Posteriormente, completou seus estudos de regência com George Stelluto, Vicent La Selva e Otto-Werner Mueller, na Juilliard School of Music. Estudou composição com os compositores Justin Dello Joio, Julia Wolfe e Ronald Sadoff na Universidade de Nova Iorque. No Brasil, estudou composição com Hermelino Neder e violão com Paulo Bellinati, Ulisses Rocha e Henrique Pinto.

 

Vagas

200 (duzentos) Vagas

 

Certificado

 

Será conferido Certificado de Participação ao aluno que obtiver frequência igual ou superior a 85% da carga horária.

 

SAIBA MAIS SOBRE EDIÇÕES ANTERIORES DO CURSO

A ARTE DA LIDERANÇA: UMA VISÃO ORQUESTRAL DA EMPRESA

 

 

 

 

 

INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES:

 

Brasil Produções



Rua Dr. Cândido Espinheira, 396,

cj. 92, Perdizes.

São Paulo, SP 05004-000
 

brasilproducoescontato@gmail.com

Tel: 011-3287-2327
Fax: 011-3287-8843